CONSCIÊNCIA POLÍTICA

images Brasil dignoO QUE NÓS BRASILEIROS PRECISAMOS FAZER depois que o STF votou contra a partipação financeira das empresas nos partidos e candidatos políticos?
Escolher um partido político, buscar a filiação e colaborar financeiramente, evitando que o partido do governo e seus aliados montem uma rede de cabos eleitorais com funcionários públicos e contratados temporariamente.
Feito assim, as aspirações da sociedade serão melhor representadas, porque, no modelo de participação empresarial, o voto vinha do povo, mas a representação concentrava no poder econômico de onde vinha o financiamento das campanhas.
A participação da população direta, através da filiação vai forçar a maturidade da democracia e da organização partidária, num alinhamento mais racional e democrático.
Aquela balbúrdia conhecida em que o cidadão sempre se sentia lesado ao votar, tanto em candidato quanto em partido pode estar com os seus dias contados.
Lesado como? Os partidos se aliançavam em alguns estados, cidades, etc. e em outros eram adversários. Uma loucura que só beneficiava partidos, seus candidatos e financiadores. A única fonte de ordem num estado democrático procede do povo, ou seja, de baixo para cima, do povo para o poder político, e para isso é necessário a partipação popular.
Uma regra que acho fundamental em uma democracia: PRIMEIRO SE ESCOLHE O PARTIDO, DEPOIS OS CANDIDATOS DO PARTIDO ESCOLHIDO. Evita-se, por exemplo, eleger um presidente comunista com uma população na sua maioria absoluta anticomunista. Isso ficou claro na formação do congresso na época. Quando Lula foi eleito presidente, votaram nele como presidente e nos seus adversários, no congresso. Aqui está a origem do mensalão: PARTE DO CONGRESSO FOI COMPRADA PARA QUE O GOVERNO PUDESSE GOVERNAR A SEU MODO.
Já que estamos falando em política; nós brasileiros não podemos esquecer que a presidente Dilma não errou sozinha, errou junto com todos os seus aliados partidários. Destaco aqui: com o seu mais relevante aliado – o PMDB, que agora na crise está se tornando grande adversário, mas contribuiu para que este vexame nacional acontecesse.
É importante saber: Nesta mine reforma eleitoral o congresso apoiou a contribuição financeira empresarial aos partidos políticos, com certa restrição, o que foi enviado para a presidência sancionar, o que talvez não aconteça, porque na atual conjuntura, apesar do mensalão e petrolhão, não é de interesse dos atualmente aliados, porque o caminho para o reino já foi alinhado, pela via paternalismo, clientelismo e “suditismo” – súdito. Por isso, muitos líderes do PT estão no momento contra esses financiamentos. Está explicado!
Só para lembrar: apesar da crise econômica, que eles já tinham consciência, antes das eleições de 2014, o gasto com bolsa família era de 12 bilhões, e saltou para 29 bilhões. Para que? Garantir a eleição dos atuais -presidente e vice.
Pense no seguinte: 13 milhões e 800 mil famílias contempladas pela bolsas – votariam em quem? Agora multiplique isso por 4, que são agregados, parentes e amigos dos beneficiados, que somam em torno de 55milhões; praticamente o número de votos que elegeu a atual presidente.
Na minha maneira de ver: todo cidadão brasileiro que está contra o atual governo e seu sistema de governar, não deveria votar em nenhum partido aliado na próxima eleição, porque eles são co-responsáveis por quase todas mazelas que estão acontecendo no Brasil, em tudo o que você sabe ou possa imaginar.
NÃO VOTAR EM NENHUM PARTIDO E/OU CANDIDATO ALIADO NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES SERIA UM SINAL DE FORÇA, COESÃO, INTELIGÊNCIA E CONSCIÉNCIA POLÍTICA DE CADA ELEITOR, de cada cidadão, mesmo que desagradasse alguns parentes e amigos, ou agremiações.
UM GRANDE VOTO EM FAVOR DA INTELIGÊNCIA DO ELEITOR É FAVORÁVEL AO BRASIL. Pense! (F. Meirinho)

Anúncios

ASSIM ESCREVEU SALOMÃO

imageInteragir com a sabedoria de Salomão é maximizar a vida em todas as direções.
É descobrir que existe um plano divino para que os seres humanos sejam melhores e alcancem uma prosperidade plena.

PRINCÍPIO DO CONHECIMENTO

“Provérbios de Salomão, filho de Davi, rei de Israel. Para se conhecer a sabedoria e a instrução; para se entenderem, as palavras da prudência. Para se receber a instrução do entendimento, a justiça, o juízo e a eqüidade. Para dar aos simples, prudência, e aos moços, conhecimento e bom siso. O sábio ouvirá e crescerá em conhecimento, e o entendido adquirirá sábios conselhos” (Pv 1. 1-5).

O conhecimento nos liberta, quanto mais avançamos nessa direção, mais descobrimos a essência da vida.
REVERÊNCIA
“O temor do SENHOR é o princípio do conhecimento; os loucos desprezam a sabedoria e a instrução” (Pv 1. 7).
Temor do Senhor não significa medo de Deus, que pode chegar à teofobia, característica de algumas pessoas que têm relação com a religião, não por afeição a Deus mas por medo. Medo do castigo presente ou eterno. Em Cristo nosso medo é cancelado para mantermos com Deus, uma realação de amor, de reverência, e respeito a Deus e suas obras.

 – Semanalmente esta página será editada para novas sabedorias.

QUAL O SEU MEDO E COMO VENCÊ-LO

Imansiedade_2Quem um dia, pelo menos, não tenha dito ou pensado – tive medo – . O medo, em certo sentido, compara-se ao colesterol: O medo bom e, o medo ruim. O medo bom é o medo congênito, que nos acompanha desde a mais tenra infância. Segundo alguns pensadores da ciência psíquica, do ponto de vista biológico, portamos apenas dois tipos de medos: o medo de cair e o medo de uma barulho repentino. Esses medos, levam-nos a agir de forma defensiva. Os demais medos são adquiridos, que passam de quinhentas modalidades e que podem se transformar em fobia.

Qual é o seu medo?
O medo quando que se torna fobia paralisa a pessoa e a deixa em tensão, angústia, perturbação, tremores e calafrios; diante de objetos, lugares, animais e situações adversas, mesmo aquelas que são apenas imaginadas.
São esses medos adquiridos produtores dos mitos e dos fantasmas. A pessoa medrosa acaba associando sons, visão parcial, com algo, muitas das vezes irreal, que se encarregam de dar forma aos medos. Como escreveu Horace Wapole: “Somos quase sempre as marionetes de nossos temores”.
São esses medos que nos angustiam, nos aprisionam e nos fazem sofrer, a exemplo do – transtorno de ansiedade social – ou fobia social, que impede o livre desenvolver, atrofia nossa relação social e nos encurrala para o isolamento e acabam frustrando os nosso sonhos.
Esses medos, que se apresentam diante de nós como grandes muralhas, é que somos convidados a transpor, suplantar, vencer.
A Bíblia é um livro de encorajamento da parte de Deus, mas mostra com freqüência o medo do homens:
1. Em Seir terão medo de vós… (Dt 2. 4)
2. Fugiu Jotão e foi para Beer com medo de seu irmão Abimeleque. (Jz 9. 21)
3. Disse o chefe de dos Eunucos a Daniel: Tenho medo do meu senhor, o rei…(Dn 1. 10)
4. É um fantasma. E gritaram com medo… (MT 14. 26)
Qual é o seu medo!
Você tem medo da vida, da morte, de gente, da doença, dos acidentes? Tem gente que tem medo, até do próprio medo. Apesar de o medo aparecer como sintoma de algo que passa no nosso interior, que revela o mundo ao nosso redor, somos convidados a vencê-lo.
Observamos que os discípulos, apesar de Cristo aparecer para trazer socorro, porque estavam em grande aflição no meio da tempestade, tiveram medo, até daquele que veio para salvá-los. É um fantasma! – gritaram, como medo. Mas Cristo aproximou-se e disse. Não tenham medo – sou eu.
A melhor forma de vencer o medo é ter em nossa companhia aquele que venceu o pior medo – o medo da morte.
Aquele que a tudo venceu, sobreviveu, está vivo. Ele afirmou: Eis que estou com vocês até a consumação dos séculos.
Quem tem a mente de Cristo, subjuga a sua mente medrosa, na força da mente vitoriosa, que emana de Deus. A partir dessa experiência vai, pela fé, rompendo, rompendo, até chegar ao nível desejável, onde as fobias são superadas, o medo equilibrado e a vida segue seu curso normal, mantendo os olhares voltados para o horizonte, com base no amor, na fé e na esperança.
Francisco Meirinho
Mais:
https://fmeirinho.wordpress.com
http://www.prmeirinho.zip.net

COISAS DA FÉ

Quero refletir com você, na forma sucinta sobre três pontos interessantes, que fazem parte intrínseca do ser humano. Refletir sobre os mesmos, penso eu, é de importância vital para a vida. Começo sobre:
IMG_0025A COISA E A CRENÇA

Quando cremos em uma coisa e fazemos outra, o erro não está na coisa, mas na crença. A tendência humana é unir a crença à coisa na forma mental, mas não na substancial. Mas, a coisa em si é substância que sobrevive além da crença. É inteligente produzir um elo entre a crença e a coisa, que nos leve para um mundo real e de maturidade com o mundo físico e metafísico, que resulte em harmonia dos seres vivos. Agora, se a coisa em si, resulta em desarmonia e se torna esquisita, não oferencendo relevante significado à vida, então devo ter coragem para abandonar, tanto a crença, quanto a coisa.

EM RELAÇÃO A DEUS E A FÉ CRISTÃ,
Você pode ser: Crente, crédulo, incrédulo, ateu, cético, deísta, teísta, agnóstico, gnóstico, etc. Tudo isso são reflexos do espírito, elementos da fé. Até mesmo o ateu, que é definido como que, ou quem não crê na existência de Deus, não deixa de provar a sua existência, porque professando sua crença negativa, mostra que a substância da qual tenta negar – existe; mesmo no campo da negação, ou na fé reativa, porque senão não era preciso se defender ou declarar subjetivamente a não existência.
Já ouvi pessoas em terapias, que por manter ódio a alguém que antes amava, afirmar: “para mim ela morreu”, quando na verdade estava mais viva do que antes, mas introjetada na mente do ofendido, como um corpo hostil. Quando alguém afirma: Ela morreu – expressa um pesar pela perda de um elemento essencial, de expressão de amor com a qual havia integração e até simbiose.
Canalizar bem a nossa fé para que sejamos mais úteis a nós mesmos, aos outros e ao universo é de fundamental importância para o nosso ser holístico, composto de -corpo, alma e espírito.
Como corpo precisamos de alimentos físicos, como alma de instrução pedagógica e psíquica, mas como espírito – precisamos de Deus.
GRAÇA E MANDAMENTO
Pela graça somos salvos e libertos. Sendo livres entramos em sintonia com os mandamentos de Deus, e pela graça os incorporamos em nós como se fossem nossos. Assim, de forma espontânea passamos, em leveza de espírito, fazer vontade de Deus. Focar na graça fora do contexto do evangelho é querer o aprove de Deus para a nossa maneira egoísta, tanto de pensar como de viver. Mandamento sem graça é legalismo formal, graça sem mandamento é liberdade utópica. Pela graça somos salvos da perdição, que nos proporciona a garantia da entrada no reino de Deus, para podermos amar o Rei, e com base neste amor fazer tudo que lhe agrada, porque passamos a compreender que o Reino também é nosso. “Vem a nós o vosso reino!”.

Francisco Meirinho

MENTE DIRIGIDA PARA O ALVO DE DEUS

imagePois quem conheceu a mente do Senhor, que o possa instruir? Nós, porém, temos a mente de Cristo (1 Coríntios 2. 16).
1. MENTE DIRIGIDA PARA A SABEDORIA – (Pv 1. 1-4).
a) “Provérbios de Salomão, filho de Davi, o rei de Israel:
b) para aprender a sabedoria e o ensino;
c) para entender as palavras de inteligência;
d) para obter o ensino do bom proceder, a justiça, o juízo e a eqüidade;
e) para dar aos simples, prudência e aos jovens, conhecimento e bom siso”.
f) Nesta direção encontraremos a sabedoria de Deus que é Cristo.
* Para dirigir a mente para algo relevante é preciso que ela esteja aberta: “A mente humana é semelhante a um paraquedas; só funciona quando aberta”(Thomas R. Deward)

g) O alvo de Deus é Cristo em mim; Cristo em você.
2. A GRANDE GUERRA ESPIRITUAL TRAVA-SE NA MENTE HUMANA
a) É nela em que os duelos – carne e espírito, bem e o mal, confiança e dúvida, amor e ódio, Deus e o Diabo, se encontram.
b) Desde os primórdios isto ficou registrado: “Viu o Senhor que a maldade do homem se havia multiplicado na terra e que era continuamente mau todo o pensamento do seu coração” (Gn 6. 5).
c) Quando permitimos que a nossa mente seja dominada por pensamentos maus, determinamos a ruína da nossa existência.
d) Os maus pensamentos são malignos e que se projetam sempre no sentido da vantagem absoluta do nosso ego.
3. PRECISAMOS DIRIGIR E GUARDAR A NOSSA MENTE
a) Em Deuteronômio 15. 9 lemos o seguinte: “Guarda-te não haja pensamento vil no teu coração…
b) Proteja a sua mente do mal – Livra-me do mal…
• A inspiração de Deus não chega à pessoa que espera sentada, de braços cruzados, com a mente ociosa, senão à mente que pensa, busca e investiga. (William Barclay)
• A bíblia fala muito sobre buscar ao Senhor, que muitos pensam que é só orar. É muito mais do que isso”.
4. DA MENTE PROCEDE:
a) Saídas da vida: Do coração procede as saídas da vida (Mt 9. 4)
b) Pensamentos Arrogantes “… A sua misericórdia vai de geração em geração sobre os que o temem. Agiu com o seu braço valorosamente; dispersou os que na mente alimentavam pensamentos soberbos” (Lc 1. 50, 51). Grande inspiração e revelação da bendita Maria, mãe de Jesus.
c) a pessoa que rejeita o projeto de libertação de Deus é entregue a uma disposição mental reprovável (Rm 1. 24, 28)
5. A TENDÊNCIA DA MENTE NATURAL
a) A tendência da mente natural é oposta à mente de Deus (Rm 8.7)
b) Andar de acordo com os desejos naturais da alma: “Os gentios andam segundo a vaidade dos seus pensamentos (Ef 4. 17,18);
c) Éramos estranhos e inimigos no entendimento, pela práticas não condizentes (Cl 1. 21)
d) É viver corrompida: “Tanto a mente como a consciência deles estão corrompidas (Tt 1.15)
e) É alimentar o ilusório e não o real.”O Senhor conhece os pensamentos do homem, que são vãos. (Sl 94. 11)
6. QUAL O ESTADO DA MENTE NÃO DIRIGIDA PARA A RESTAURAÇÃO?
a) Viver longe do projeto restaurador: “…vivíamos segundo as inclinações da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza, filhos da ira, como também os demais”.(Ef 2. 3).
b) Assim, éramos agentes do mal: Por que? Da mente procedem maus desígnios, homicídios, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos, blasfêmias (Mt 15. 19)
c) Mente dirigida para o alvo de Deus é mente guardada: “E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus (Fp 4. 7)
. A igreja, muitas vezes erra em focar apenas na libertação de pessoas possessas por espíritos malígnos. cujo dano é mais pessoal; o que mais causa dano à humanidade são as pessoas inspiradas por Satanás. Os possessos prejudicam eles mesmos, mas os inspirados por Satanás, através de vários meios se tornam presas e mantém as mentes humanas escravas. Os demônios querem mais as mentes do que os corpos. Enquanto focamos em eliminar os demônios dos corpos, Satanás se foca em ganhar as mentes dos homens, inclusive de Cristãos.
d) Ative sua mente em direção à mente de Cristo:
* Enquanto a mente humana estiver ativa, Deus, na verdade, ali está, para guiar, admoestar, inspirar e abençoar”. (G. H. Hambley)
e) Mente dirigida se projeta na vitória e vê que tudo é possível: Nesse tudo, principalmente a conquista da sua própria mente – do seu querer, da sua vontade, tendo por base Jesus Cristo, que estando nele, e ele em nós, sua mente é projetada em nossa mente, e passamos a viver em uma nova dimensão de vida, acompanhado com um novo pensar.
“Um ano antes de conquistar o Everest, em 1952, Edmund Hilary tinha fracassado na tentativa de chegar ao topo do Everest. Dias após, foi convidado a dar uma palestra e na ocasião foi recebido com aplausos pelo auditório que o considerava vitorioso, mas ele próprio, sentia-se fracassado, mesmo assim, com o punho voltado para uma foto do monte que estava perto, bradou: “Monte Everest, você me venceu a primeira vez, mas, na próxima, eu serei vencedor, porque você já cresceu tudo o que tinha para crescer…, mas, eu, ainda estou crescendo.
Há muitas coisas na vida, tanto física, quanto espiritual, que quanto à dimensão, devemos considerá-las como limitadas. Tendo como meta o alvo de Deus, que é que todos cheguem a estatura de Cristo, que todos possam ter o mesmo pensar, que todos possam ter a mente de Cristo; nessa direção, nossa resposta deve ser: Os obstáculos têm limite, mas nós em Cristo estamos crescendo, logo podemos superá-los mesmo que sejam oriundos do mais profundo império das trevas.
A vitória é nossa!

Francisco Meirinho
(Esboço da ministração do dia 09/08/15, na Emanuel Danbury, Ct – USA)

CONGRESSO ACÉFALO

IMG_0066A corrupção, ganância a avidez pelo poder, pelo domínio das coisas, degradam, destroem e matam.
O governo do PT e seu maior aliado o PMDB, reitero, sem o apoio do qual não aconteceria as mazelas que todos nós conhecemos, obtinha a maioria no congresso, por isso, coisas absurdas para uma sociedade democrática foram aprovadas. Agora, que perceberam que houve um “rombo no navio” a maioria resolve sair do barco, para salvar a si mesma, formando um complô diabólico, desestabilizando totalmente o governo, contrariando-o mesmo naquilo que seria viável na conjuntura atual da economia, como o caso do aumento salarial de certas categorias do funcionalismo público, etc.
Ficamos entendendo melhor que o interesse maior da parte que migra para a oposição é interesseira, e como se diz – O bolo já foi todo fatiado e dividido, e não tem mais pra ninguém. Deveria sobrar o bom senso, como lição, de que o crime não compensa e ser legítimo representante do povo no interesse nacional, é o que deve caracterizar a vocação política.
Nem tudo o que o governo deseja no momento é mau, algumas medidas corretas estão sendo apresentadas. Os congressistas não devem agir como criança que chora, quando lhe é tirado um brinquedo de estimação e se torna irritada contra os seus cuidadores.
Essa parte inescrupulosa que continua representando seus próprios interesses egoístas, precisa ser confrontada e ter o repúdio da população.
Uma oposição consciente e inteligente é que estaria mais preparada para ouvir os verdadeiros anseios da população, mas o que vejo, não me causa surpresa, mas indignação – SIM. (F. Meirinho)

NO ALVO

“Prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Paulo – apóstolo)
imageTudo na vida fica mais fácil depois de acertar o alvo.
Tudo fica mais leve, depois de Cristo.
Seu jugo é suave é seu fardo leve.
Na leveza de sua plenitude reconhecemos  que o pai nosso está nos céus, interessado  por nós aqui na terra.
O Reino de Deus buscamos, e ele se revela, dizendo lá dentro, no recôndito da alma:
– As demais coisas lhes serão acrescentada

– A alma fica agradecida, o espírito se eleva, A generosidade inunda o ser e Agradeciso repetimos a mensagem angelical:
Glória a Deus nas alturas! Enquanto este processo ocorre nos completamos com a sua vontade, paraque seja feita assim na terra como nos céus.
E quando a vontade do pai se funde com a vontade dos filhos, a celebração acontece.

Por que?

Porque O filho que estava perdido e foi achado…
Nessa dimensão, a vida floresce, a felicidade desponta,
Enquanto, simultaneamente os alvos são atingidos,
O de nós em Cristo, e o de Deus em nós.
(F. Meirinho)