ADORAR

imaadorarVinde, adoremos e prostremo-nos; ajoelhemo-nos diante do Senhor que nos criou. Ele é o nosso Deus, e nós povo do seu pasto e ovelhas de sua mão. (Salmos 95. 6)

Um adorador sempre será reconhecido pelo nível de gratidão, respeito, devoção e amor que demonstra para com Deus, como Rei, Senhor e Pai amoroso.

Um adorador surge como resultado da nova vida em Cristo; quando a velha natureza é vencida e a pessoa descobre o prazer de viver no espírito, segundo o projeto de Deus. Um adorador surge como resultado da obra do Espírito Santo e subseqüente absorção da Palavra de Deus em seu coração.

Como?

Deus quer que tenhamos orientação precisa sobre tudo que desempenhamos em sua casa. Ser produtivo espiritualmente é agir com resultados. Considerando que o Senhor quer que alcancemos resultados, queremos recomendá-lo a adorar, trazendo oferendas (1 Cr 16. 29).

As ofertas especiais para qualquer fim ministerial, dízimos, etc., que trazemos para casa de Deus devem ser feitas no contexto da adoração.

Essas ofertas são como primícias que ao serem colocadas diante do Senhor, reiteram nossa posição de reconhecimento a Deus, a respeito do que ele é em favor de cada um de nós.

Nosso louvor deve ser sincero e de coração; é isso que transforma o nosso cântico em louvor e o nosso louvor em verdadeira adoração.

O salmista refere-se à adoração na beleza de sua santidade (Sl 96. 6).

Adorar na beleza de sua santidade é reconhecer a própria santidade como exuberante adorno que merece admiração, meditação e deleite.

Como seres humanos, amamos o belo, as artes e todas as coisas lindas da natureza. Nosso espírito se volta à procura do belo, do maravilhoso e descobre isso ao contemplar a beleza da santidade de Deus. Esta contemplação acontece quando estamos em oração, meditação, louvor, em espírito e em verdade.

Eu e os nossos filhos brincamos com uma expressão costumeira da minha esposa – Tere, porque ela está sempre dizendo em relação aos presentes que ganha, as coisas que vê, aos comportamentos louváveis – Que lindo!

Perante aos atos de Deus e toda a sua beleza deveríamos também nos maravilhar com mais freqüência.

Adorar em espírito

Só é possível adorar no espírito, quando vivemos em espírito e no Espírito Santo. Estar no Espírito adorando é como se estivéssemos no santíssimo, contemplando face a face, a beleza da santidade e da glória do nosso Deus (Jo 4. 24).

Adorar também é um mandamento que deve ser cumprido (Ap 22. 9)

A prática deste mandamento acontece como resultado da nossa experiência pessoal que temos tido em Cristo.

Que cada cristão sinta sempre a necessidade de viver adorando ao Senhor.

O ato da adoração eleva o cristão à dimensão de Deus.

Você pode permitir que o Espírito Santo leve-o para a sublime e pura adoração que proporciona saúde plena para o nosso ser; deixando-nos mais flexíveis, amáveis e parecido com o próprio Cristo. Afinal de contas, é debaixo de sua unção que podemos ser verdadeiros adoradores.

Extraído do livro – LUZ DAS SAGRADAS LETRAS

Autor – Francisco Meirinho

https://fmeirinho.wordpress.com/

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s