QUE É A VERDADE?

Imaverdade

Não é muito fácil responder esta pergunta e, talvez, por esta razão são poucos que a fazem. Entretanto, ficou conhecida porque foi feita por Pilatos a Jesus. Antes de fazer esta pergunta, Pilatos perguntou – tu és rei? – Respondeu Jesus: “Tu dizes que sou rei. Eu para isso nasci e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz. – Então Pilatos perguntou: “Que é a verdade?”

A esta pergunta, se Cristo respondeu, os evangelhos não nos informam, sendo possível, ter ficado sem resposta ou, tenha saído, para não ouvi-la, porque em seguida, voltou aos judeus e disse: “Eu não acho nele crime algum”.

Com isso, talvez estivesse dizendo que, ele era da verdade, e que estava ouvindo a sua voz, compreendendo a sua missão. Ou será que, Pilatos desejasse ouvir uma resposta estribada nos conceitos dos sábios da Grécia, mais rebuscada e complexa, como as dos filósofos dos séculos mais recentes!?

Na verdade, existem muitos que não desejam uma resposta simples, clara e objetiva a respeito dos assuntos espirituais. Por exemplo, se Pilatos fosse fazer esta pergunta a Leibniz, este responderia: “Há duas espécies de verdade, as de raciocínio e as de fato. As de Raciocínio são necessárias e seu oposto é impossível e, as de fato são contingentes e seu oposto é possível. Se a pergunta fosse dirigida a Hegel, responderia: “A verdade é acordo do conceito com seu objetal”. Talvez fosse melhor perguntar para um grande teólogo da cristandade, São Tomaz de Aquino. Responderia: Define-se a verdade pela conformidade entre o intelecto e o real. Conhecer esta conformidade é, pois, conhecer a verdade”. São respostas complexas, você não acha?

Mas será que Jesus não tem resposta a pergunta – o que é verdade? Em sua oração sacerdotal ele diz que, a verdade é a Palavra de Deus: “Santifica-os na verdade, a tua palavra é a verdade”. A Palavra é o próprio Cristo – O verbo encarnado, como explicou o apóstolo João: “E o verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e verdade…” (João 1. 14). Por isso, ele pode afirmar, a todos: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai a não ser por mim”.

Jesus Cristo – caminho certo para o viajor sedento. Vida para os que jazem na morte espiritual. Verdade, para aqueles que estão sendo enganados por sofismas que, não trazem nenhum benefício e mantém o ser humano na cegueira, a respeito das grandes verdades da vida.

Francisco Meirinho

 

 

Anúncios